quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Entrevista exclusiva com o teclista Mic Michaeli!

Recentemente o clube de fãs em Portugal realizou uma entrevista à banda e a management Hagenberg informou que as respostas seriam dadas pelo Mic Michaeli. Podem ler a entrevista traduzida para Português e mais abaixo na sua forma original em Inglês.

PORTUGUÊS

Olá! Deixa-me começar por dizer que é um prazer ter-te connosco nesta entrevista.

- É um prazer estar aqui.

Bem vocês acabaram de lançar o vosso novo álbum “Last Look At Eden” na Suécia e os outros países seguir-se-ão brevemente, este álbum é soberbo e parece que vocês descobriram o equilíbrio certo entre as vossas influências iniciais e o som moderno. Diz-nos mais sobre o álbum e a gravação do mesmo.

- Do meu ponto de vista resultou num álbum do tipo “anos 70 encontra-se com o novo milénio”.
Foi na sua maioria gravado em Gotemburgo e algumas guitarras em Estocolmo.
A orquestra sinfónica foi gravada em Praga (boa cerveja na República Checa!).
Passámos um bom momento a trabalhar com o Tobias Lindell como engenheiro e co-produtor.
Nós também convidamos alguns amigos para o estúdio para cantarem coros (Kleerup, Titiyo e Andreas Carlsson).

Há algumas músicas com um pouco de humor e elementos picantes como em “Mojito Girl”, “U Devil U” e “Catch That Plane”. Podes dizer-nos mais acerca das ideias para estas músicas no sentido lírico?

- Como tu dizes, as letras nestas músicas têm um pouco de humor com ironia. Na sua maioria sobre mulheres e sexo ;)

Vimos algumas excelentes reviews do álbum e há um grande interesse em vocês o que é fantástico. Vêm-se a encher salas maiores na nova digressão? Nós esperamos que sim.

- Isso seria excelente mas a parte europeia foi agendada antes do lançamento logo penso que o tamanho das salas será o mesmo que na última vez.

O vosso concerto em Faro, Portugal foi muito espectacular, emotivo, poderoso e muito divertido. Como correu o concerto do vosso ponto de vista? Gostaram da vossa estadia no nosso país? Planeiam regressar aqui em 2010?

- Correu tudo com suavidade, adorámos o concerto e falamos especialmente com o promotor dizendo-lhe que queríamos mesmo voltar e tocar de novo em Portugal brevemente.

Alguns de nós já fomos a Espanha e à Suécia para vos ver ao vivo antes de terem tocado aqui, qual é a vossa opinião acerca dos vossos fãs que viajam? Reparam que há pessoas a viajar para vos ver ao vivo?

- Sim, nós reconhecemos algumas caras aqui e ali. Nós temos certamente alguns fãs malucos, não temos? ;)

Desta vez vocês estão a trabalhar com a EDEL (earMusic) no lançamento europeu. Como será que este novo acordo com uma grande editora contribuirá para uma melhor promoção e apoio com o lançamento?

- É sempre mais fácil quando estas com uma companhia com alguns músculos por trás. Eles têm-nos mostrado uma forte vontade em trabalhar este álbum e nós estamos realmente satisfeitos em trabalhar com eles por isso vamos esperar pelo melhor.

Depois da entrevista do Joey Tempest com a revista Record Collector houve uma pergunta nas nossas mentes. Vocês irão alguma vez lançar no futuro uma colecção de demos ou mesmo um DVD com concertos das digressões Out Of This World / Prisoners in Paradise?

- O DVD é uma boa ideia mas infelizmente eu não penso que haja quaisquer boas gravações dessa altura…
Uma colecção de demos não é nada que eu preveja no futuro próximo. Talvez daqui a uns anos…

Podemos esperar um novo DVD ao vivo da digressão mundial “Last Look At Eden”? Passaram-se quarto anos desde que vocês lançaram o “Live From The Dark” e muito mudou desde então, vocês estão ainda melhores ao vivo e as novas músicas funcionam muito bem ao vivo e iria captar as vibrações que sentimos nos vossos espectáculos.

- Nós estamos sempre a ter em conta esse tipo de possibilidades. Mas ainda não está nada decidido.

Já pensaram em fazer um concerto com uma grande orquestra como os Metallica e os Scorpions fizerem? Iria ser muito apropriado com as músicas de “Last Look At Eden” e algumas outras seleccionadas.

- Nós temos falado sobre isso mas se fizermos alguma coisa como essa será algo muito diferente do que as bandas mencionadas acima fizeram.

Depois de ler a recente entrevista na ultimte-guitar onde vocês dizem que irão colocar até cinco músicas do novo álbum e que é mais difícil em cada digressão e que têm de encontrar um equilíbrio para conseguirem espremer dentro da setlist todas as música que querem tocar. Porque é que não estendem os vossos espectáculos para duas horas a duas horas e meia como os Metallica e os Scorpions fazem? Aí teriam tempo para tocar uma mão cheia de novos temas do LLAE e adicionar alguns clássicos que nunca tocaram ao vivo desde a reunião ou que tocam só em espectáculos especiais como no Japão com ‘Stormwind’.

- Nós acreditamos que 1h30m – 1h45m é uma boa duração de um espectáculo. Nós mesmos tendemos a ficar um pouco aborrecidos quando assistimos a um espectáculo que dure mais de 2 horas.

Chegámos ao fim da nossa entrevista, obrigado pelo teu tempo e disponibilidade para responder às nossas perguntas. Boa sorte para a digressão que está para breve e que desfrutem de cada segundo da mesma. Estás à vontade de enviar uma mensagem para todos os fãs portugueses por aí a ler esta entrevista.

- Nós sabemos que temos uma grande base de fãs em Portugal e gostaria de agradecer a todos por se aguentarem aí apesar de não termos tido a possibilidade de actuar aí até este Verão. Nós esperamos realmente que possamos voltar para tocar de novo brevemente.
Obrigado por estarem aí!


Aproveitamos para agradecer à management Hagenburg, às assistentes Klara e Linda, a alguns fãs como a Manuela Silva, Paula Costa e Paula Teles que contribuiram nalgumas perguntas e como não podia deixar de ser ao nosso convidado especial e excelente teclista, o Mic Michaeli. Muito obrigado por tornarem esta entrevista possível.


INGLÊS

Hello! Let me start by saying that it’s a pleasure to have you with us on this interview.

- A pleasure to be here.

Well you just have released your new album “Last Look At Eden” in Sweden and the other countries will follow very soon, this album is a real killer and it feels like you’ve discovered the right balance between your early influences and the modern sound. Tell us more about the album and recording.

- In my view it turned out to be a sort of “70’s meets the new millennium” album.
It was mainly recorded in Gothenburg and some guitars in Stockholm.
Symphony orchestra was recorded in Prague (great beer in the Czech Republic!).
We had a great time working with Tobias Lindell as engineer and co-producer.
We also invited some friends to the studio to sing background vocals (Kleerup & Titiyo & Andreas Carlsson).

There are some songs with a bit of humour and spicy elements such as “Mojito Girl”, “U Devil U” and “Catch That Plane”. Can you tell us more about the ideas for these songs in the lyrical sense?

- As you say, the lyrics on these songs are a bit tongue n’ cheek. Mainly about women & sex ;)

We’ve seen some great reviews of the album and there’s a big interest in you again which is great. Do you see yourselves filling greater venues on the new tour? We sure hope so.

- That’d be great but the European part was booked before the release so I think the size of the venues will be about the same as last time.

Your concert in Faro, Portugal was very awesome, emotive, powerful and very entertaining. How was the show from your point of view? Did you enjoy your stay in our country? Do you plan to comeback here in 2010?

- It all went very smooth and we loved it and especially talked to the promoter saying we really wanted to come back and play in Portugal soon again.

Some of us already went to Spain and Sweden to see you live before you played here, what is our opinion about your travelling fans? Do you notice that are people travelling to see you live?

- Yes, we do recognize some faces here and there. We sure have some crazy fans, don’t we? ;)

This time you’re working with EDEL (earMusic) on the European release. How does this new deal with a major label will contribute for better promotion and support with the release?

- It’s always easier when you’re with a company with some muscles behind it. They’ve been showing us a strong will to work this album and we really enjoy working with them so let’s hope for the best.

After the interview of Joey Tempest with record collector magazine there was a question on our minds. Will you ever release a demo collection or even a DVD with Out Of This World / Prisoners in Paradise tour concerts in the future?

- The DVD is a good idea but unfortunately I don’t think there are any good recordings and footage from that time…
A demo collection is not anything I can see in the near future. Maybe in a few years…

Can we expect a new live DVD from the “Last Look At Eden” world tour? It’s been four years since you released “Live From The Dark” and a lot has changed since then, you’re even better live and the new songs work very well live and it would capture the vibe we feel on your shows.

- We’re always evaluating these kind of possibilities. But there is nothing decided yet.

Have you thought of doing a concert with a big orchestra like Metallica and Scorpions did? It would suit well with “Last Look At Eden” songs and some other selected ones.

- We have been talking about it but if we do something like that it will be a very different thing from what the bands mentioned above have done.

After reading the recent interview on ultimate-guitar where you told that you will put up to five songs from the new album and that it’s harder each tour and that you have to find a balance, and to squeeze in all the songs you want to play. Why don’t you extend your shows to 2 hours – 2 hours and half like Metallica and Scorpions do? Then you would have time to play a handful of new songs from LLAE and add some classic ones that you never played live since reunion or played only on special shows like in Japan with ‘Stormwind’.

- We believe 1.30 – 1.45 is a good length of a show. We tend to get a bit bored ourselves when watching a show that’s longer than 2 hours.

We've come to the end of our interview, thank you for your time and availability to answer our questions. Good luck for the upcoming tour and may you enjoy every second of it. Feel free to send a message to all the Portuguese fans out there reading this interview.

- We know we have a great fan base in Portugal and would like to thank everyone for hanging in there although we haven’t been able to perform there until this summer. We really hope we can come back to play soon again. Thank you for being there!

We take this chance to thank Hangenburg, the assistants Klara and Linda, some fans like Manuela Silva, Paula Costa and Paula Teles that had contributed with some questions and as it couldn't be otherwise to our special guest and excellent keyboardist, Mic Michaeli. Thank you very much for making this interview possible.

2 comentários:

Tita Carré disse...

Oi , gosto muito do teu blog, eu tb tenho um blog sobre artesanato em geral e outro sobre culinária
e agora estou disponibilizando aos meus leitores download gratuitos de revistas encontradas pela net sobre os dois temas culinária e artesanato,os endereços são http://agulhaetricot.blogspot.com e o A la Tita Carré http://alatitacarre.blogspot.com ,visite-me, e também apareça em minha loja online Maison by Tita carré, http://maisontitacarre.blogspot.com e http://www.elo7.com.br/titacarre , beijo.

Anónimo disse...

In it something is. I thank for the information. I did not know it.